sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Mulherzinha please!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009
Por Mari Mello

“Ficar bonita dói”. Frase típica de senhoras mais velhas, esta sentença realmente tem muito a ver com o cotidiano feminino. Depilação, pele, unhas e cabelos.

Mesmo com tantas modernidades a ida ao salão muitas das vezes pode transformar-se em sessões de tortura plena.

Ai de mim reclamar, o resultado é sempre ótimo. Mas quando você está com uma touca na cabeça e dois cabeleireiros puxando teu couro cabeludo com uma agulha de crochê, fica meio complicado manter um sorriso na cara ou qualquer expressão que não seja de sofrimento.

Nessas horas tento engolir o choro e desviar o pensamento de sair correndo porta afora para outras coisas mais profundas. Ao exemplo do próprio local: o salão de beleza.

Convenhamos, em tempos de Internet e mulheres bem informadas, todas sabem cuidar de suas mãos ou dar aquele trato nas madeixas, mas de alguma forma ainda persistimos em fugir na hora do almoço para este peculiar ambiente cheio de cadeiras, revistas, espelhos e escovas.

É um espaço universalmente feminino. Apesar da crescente interação dos sexos, o salão de beleza ainda é uma área amazona, onde aceita-se no máximo os homossexuais que aguentam e apóiam o processo cansativo que é ficar dentro dos padrões do que é considerado bonito. Uma prova disso? Nunca vi um ‘manicuro’.

Diversidade é a sua característica principal. Lá dentro, mocinhas, avós, prostitutas, peruas e grandes executivas misturam-se sempre em busca do penteado da moda, do esmalte perfeito e de um rosto livre de poros abertos.

Neste antro de fêmeas a conversa rola solta sobre os mais variados assuntos do cotidiano. Discute-se desde o casal da novela, da vizinha que engordou, passando pelo aumento da violência, cassações políticas, fofocas e claro, homens.

É como estar dentro de uma grande publicação feminina, onde pautas e mais pautas são abordadas de forma espontânea com uma troca sutil de opiniões.

Ainda não consegui chegar a uma conclusão neste caso. Não sei dizer se seria ou não um tipo de atraso para a emancipação das mulheres em geral essa constante necessidade de ir ao salão.

Afinal, se lutamos tanto para manter-nos em pé de igualdade com os machos, não seria meio retrógrado andar de um lado ao outro com papel laminado na cabeça? Mas vendo por um outro ângulo: já nos encontramos tão masculinizadas em carreiras e emoções que o salão de beleza nada mais seria do que um ambiente tranquilo que nos dá a possibilidade voltar as origens de mulherzinha? Que nos faz relembrar que ali tendo a unha lixada você tem sim, direito aos momentos de vaidade e frescura.

Fato é que a sociedade de uma forma oculta gosta de criticar estas ações. Estipularam que para avançar no mundo é preciso ser centrada com coisas bem mais importantes, e tirar as sobrancelhas nada mais seria do que uma perda de tempo.

Uma equação deveras complicada. Vejo que uma boa solução é saber dosar. Entrar-se no salão bem menina para aproveitar cada mimo oferecido e sai-se pela porta da frente cuspindo no chão e coçando o saco imaginário. Pronto.

Assim a batalha fica resolvida.

7 comentários:

Malu disse...

otimo post =*

Uma Pulga em desesperO disse...

E quem vive sem o salão....? rsrsrs Bjuuuuu

Viviane disse...

Nos mulheres somos loucas mesmo.rs
enfrentamos cada coisa pra ficarmos bonitas que só por deus.
bjs fofuras

Monica disse...

nAO POSSO NEGAR AS CARAS DE DOR QUE FAÇO NA CADEIRA DO SALAO PRA FICAR BONITA RS.
aI COMO DOI ESSA TORTURA DA BELEZA!

Rere disse...

hauahuahauahau bem dessa!

Tulipa disse...

Caralho! Muito bom!!!
Te falar garota, ser mulher dói... mas mulherzinha é ardido... arch!
E não só, é dificil conciliar tantas conquistas e ser politicamente corretas... coisa que só mulher mesmo pra inventar de fazer ao mesmo tempo. Ir ao salão, estar bonita e bem cuidada, coisa que hj não é só previlégio feminino... (assim como a fofoca, eles fofocam muuuuito tambem!) não é coisa de mulherzinha, é coisa de quem se ama... quem deseja estar bem... e alguem disse por aí que quando mulher se sente bonita faz um favor ao mundo! (Pq mulher com baixa estima fica insuportavel!)
Só não vale mesmo é achar que encher a cabeça de rolinho e mais importante que encher a cabeça de ideias! A essa altura do campeonato...

ruth disse...

esse é o preço que pagamos para ficarmos de bem com nos mesma kkkk

Blog Widget by LinkWithin
 
Provei e Gostei © 2008. Design by Pocket