quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Intimidade é uma m...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009
Por Simone Freitas

Como dizem, intimidade é uma merda! Principalmente em um relacionamento. Depois que ela chega, a gente consegue ver realmente quem é a pessoa que está do nosso lado, seja isso bom ou ruim, cada um acha o que quiser.
A intimidade não tem data certa pra chegar, costuma chegar em tempos diferentes, variando de relacionamento pra relacionamento e de pessoa pra pessoa. Às vezes é um pouco triste descobrir em um pequeno espaço de tempo, que aquele carinha que você acha o mais cortês e mais certinho do mundo, também solta pum, arrota, não gosta de tomar banho, deixa a toalha molhada na cama, não levanta a tampa do vaso quando vai usá-lo e ainda erra o alvo ou coisas desse tipo. Lógico que seu parceiro também pode descobrir coisinhas sobre você tipo: que você usa máscara facial de pepino na cor verde todas as noites antes de dormir, lava a calcinha durante o banho e ainda costuma deixar estendida no box do banheiro, passa ‘trocentos’ minutos com uma touca térmica de alumínio na cabeça que mais te faz ficar parecendo um astronauta só para hidratar as longas madeixas rebeldes ou mais um monte de picuinhas femininas que não quero citar!
Essas descobertas só são possíveis depois da chegada da tão “querida” intimidade! Passei por situação parecida certa vez quando meu (na época) parceiro olhou pra mim e disse que iria soltar um pum. Eu fiz aquela cara de não estar acreditando que a pessoa estava me falando aquilo, e ele respondeu que era melhor avisar em caso de rolar mau cheiro e que eu não fizesse aquela cara porque já tínhamos intimidade suficiente para tal ato. Mas como assim?! Eu não quero essa porcaria de intimidade mais não! Volta a fita então.
Fiquei me perguntando se era intimidade, ou era o cara que era porco mesmo! Eu sei que todo mundo faz isso né gente, mas não na frente dos outros, nem da recém namorada, muito menos com aviso prévio. Tudo bem, deixei passar dessa vez, mas na segunda vez que isso aconteceu eu realmente não agüentei, e de raiva disse que iria entrar no concurso de arrotos que os amigos dele faziam (modéstia à parte eu arroto mais alto e mais longo que muito marmanjo por aí, coisa que ele detestava). Ele me olhou com a mesma cara que eu fiz na primeira situação, mas em um piscar de olhos mostrou-se arrependido e disse que aquilo não iria mais se repetir. Hehehehe! Situação resolvida! Mas, só até chegar o inverno e ele me dizer que odeia tomar banho... e que até hoje com seus vinte e poucos anos de idade, a mãe ainda tem que ficar gritando com ele, pedindo que vá tomar banho. Ahhh, faça-me o favor, né! Não sei se ele tava tirando onda com a minha cara, até porque tava sempre limpinho, não era sempre aquela coisa super, hiper perfumada, mas também não era o Cascão da Turma da Mônica, mas por via das dúvidas, eu não quis ocupar no futuro o lugar da mãe dele e passar o resto da vida (ou do namoro) pedindo pra ele ir tomar banho, né! Pulei fora. E como dizia minha avó, quem tem filho barbado é gato!
Estão pensando que sou fresca né? Definitivamente não sou tão fresca quanto parece, mas em inicio de namoro, a intimidade com toda certeza apagou o brilho e encanto do meu relacionamento. Se no começo do namoro já estava assim, quem diria mais pra frente?! E fresca ou não, eu realmente não quis pagar pra ver!
beijus

9 comentários:

Uma Mulher de Fases disse...

Olá, cheguei aqui e adorei!
Sou hétero, mas mega simpatizante, tenho amigos e amigas gays, acho que o ser humano deve ser livre pra desfrutar da sua liberdade sexual, ainda mais as mulheres, que por tanto tempo foram reprimidas em tudo, principalmente no sexo!
Volto pra ler mais!!
Beijos beijos

Paty e Henrique disse...

hauahuahauahua adorei menina
disse tudo.

_Thiago disse...

hauhauhuah
adorei o texto.
a chantagem do arroto foi ótima.
chantagem pra acabar com o excesso de intimidade fora de hora.
uma boua isso.
um beijo!

Gisa Lima disse...

É por isso que eu prefiro as meninas, pelo menos elas gostam de tomar banho e eu nem me importaria com uma touca térmica de alumínio na cabeça dela, mesmo pq eu estaria esperando pra usar tbm, kkkkkkk...

Bjus Simone,

Gi.

Uma Pulga em desesperO disse...

Crusis...Namorado sem banho não rola. Soltar um pum sem querer td bem, mas avisar, hein? fala sério. Ainda bem que vc pulou fora, se não no futuro ele nem iria mais usar desodorante. Bjuuuuu

Butterfly disse...

bem irá fazer um ano q estou namorando e ainda não estamos neste nivel de intimidade creio eu q talvez 45% já beirando os puns e arrotos, mas é claro da minha parte não pude evitar q ele vice minha calcinha no banheiro pinduradas e meu cabelo com creme para massagem, ainda bem q ele ainda não viu e espero q nunca veja meu dias de camisola de maria-mijona e meias.

=P

KyllMila_Mandhalla. disse...

Olá! Adorei seu texto, achei sei blog nos seguidores do blog de um amigo blogueiro! Gostei muito msm!

Mas falando da tal intimidade.
Antigamente, no tempo dos nossos pais, isso demorava a chegar, acho que pelo fato da privação e do respeito entre casais (coisa que hoje em dia é dificil ter), consequentimente a intimidade chega bem mais de pressa, mas aew é que esta! Poxa, ninguém é perfeito, todos nós temos nossos defeitos e o nosso lado "porquinho", mas jamais deveremos comparar porcaria com intimidade! E foi o que aconteceu com seu namoro!
Intimidade não é soltar pum, arrotar e até mesmo fazer certas necessidades na frente do parceiro. Isso é uma questão de educação e as vezes de respeito tbm!
Intimidade no geral é vc ter certas liberdades de expressão com quem esta com vc, seja amigos, familiares, namorado...

Bom, essa é a minha opinião!
Gostei msm, parabéns pelo blog!

[ www.etudoquepenso.blogspot.com ]

Constanza Barros disse...

Sei bem que é isso. A questão do pum e do arroto...No início foi meio 'não acredit nisso', mas agora já passou. Isso realmente acaba se tornando rotina e faz parte. Todos os relacionamento chegam nisso

Man Alves disse...

Você é fresca sim. E assim vai morrer sozinha sim. E apesar de hoje poder até falar que não se importa, vamos esperar você chegar nos 50 sem ninguém porque não aceita um peido ou arroto.

Peidar, arrotar, suar, cagar, mijar, trepar, e tudo isso são coisas da vida. Não quer, viva numa bolha.

Blog Widget by LinkWithin
 
Provei e Gostei © 2008. Design by Pocket