segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Sexo Casual - Você Gosta?

segunda-feira, 7 de setembro de 2009
Por Mari Mello
Apesar de nunca ter praticado sexo casual, sempre tive uma boa noção do que as mulheres consideravam vantajoso ou não nesse tipo de envolvimento sexual (converso bastante).
Mesmo assim, preferi fazer essa pergunta a várias meninas: amigas e desconhecidas.
Foi engraçado perceber que pra maioria delas as vantagens eram semelhantes as desvantagens, além das questões apontadas se repetirem nas respostas da maioria.

É um conjunto de detalhes e “depende’s”, depende disso, depende daquilo: depende!
Parece que para as mulheres sempre haverá esse porém.
Talvez porque, querendo ou não, as motivações femininas por mais sexuais e físicas que sejam, sempre esbarrem no lado emocional. E é esse lado emocional que rege as condições de cada mulher: o tal depende.

“Estou com vergonha, ela é muito nova ou é muito velha, medo da menina se apaixonar, medo de ter que ligar no dia seguinte quando você só quer um fuck fuck etc.”
Todas essas avaliações estão ligadas a questão emocional e como elas avaliam se vale ou não a pena o sexo casual.

Aí entram as vantagens e desvantagens, os pós e os contras, o id e o superego…
Começando pelo “pior”…

Desvantagens

Quando é você quem quer o sexo casual, quando é você quem vai atrás e fica atentando uma menina até ela ceder, as desvantagens são mais racionais:

Medo de pegar uma dst; o fato do sexo casual ser uma caixa de surpresas – e a surpresa poder ser negativa; encontrar uma louca que grude no seu pé, aquela que se você topar em uma festa já vem se achando sua dona; risco da pessoa ser violenta, até o extremo dela ser uma psicótica.
Afinal, não podemos esquecer que sexo casual, geralmente, é com uma desconhecida…

obs: Não vamos confundir sexo sem compromisso com sexo casual, apesar de terem muitas coisas parecidas, pelo menos pra mim, existem muitas diferenças.

Agora, se a situação for invertida e você for a pessoa que acaba cedendo, por mais que as desvantagens acima continuem, elas sofrem alguns acréscimos e/ou leves mudanças como: carência afetiva, algum desconforto depois que acaba por causa da falta de apego, de intimidade ou de sentimentos. Falta frequência, às vezes sobra solidão, e ainda tem o carinho que pode ser igual ou menor que zero…

Acabamos por voltar a questão X: depende.
Tudo depende do que se quer e de como se sente no momento. Depende de como você lida com seus desejos, suas vontades, seu corpo e suas restrições e limites particulares.

A separação que fiz acima e vou chamar vulgarmente de caça e caçadora, é apenas uma probabilidade. Óbvio que quem procura (caçadora) a casualidade pode se sentir mais segura do que quem cede (caça), mas o oposto também pode existir, a “caça” se sentir segura e a caçadora não, seja antes, durante e/ou depois e vice-versa.
Isso tem mais a ver com jeito de ser e personalidade do que com intenções libidinosas =)

Fora tudo isso, claro, ainda existem as desvantagens clássicas das nóias provindas da nossa cultura patriarcal: o que ela vai pensar de mim ou está pensado por eu ter ido pra cama sem nem conhece-la etc.

Ultrapassando essas barreiras, ou algumas delas, encontramos o prazer: puro e simples prazer.

Aí aparecem as vantagens do sexo casual; quando o lado físico grita mais alto que o emocional:

Eu PRECISO de sexo…
ps: Muitas vezes, o emocional não chega nem a sussurrar!

Enfim, vamos prosseguir!

Vantagens

Pra desfrutar muito bem as vantagens, é bom estar preparada pra tudo.
Pra quem é bem resolvido e gosta da prática, o sexo casual é uma mão na… (em outro lugar).

Observe:

Zero de carência física (se o sexo for bem feito), zero de envolvimento (você não precisa se preocupar com sentimentos no dia seguinte), nada de cobranças chatas (se ficar no casual e as pessoas envolvidas forem bem resolvidas), é prático, não tem embromação, é fácil (varia de pessoa pra pessoa), tem a adrenalina, é absurdamente novo, tem um quê de proibido que aumenta a malícia, dá até pra,de repente, realizar alguma fantasia…

O lance realmente é tomar cuidado, sondar bem o terreno antes de tomar qualquer atitude, até pra minimizar possíveis consequências negativas.

Veja bem, meu bem… Feito isso, é só correr para os braços , abraços, arranhões, tapa pra quem é de tapa, mordida pra quem é de mordida entre muitas outras coisas!

Não vamos esquecer que fazer sexo é um excelente passa-tempo!
bjos

5 comentários:

Flor de Azeviche disse...

Nossa, muito bom esse post.

(estou seguindo vocês no twitter)

Beijoos

Uma Pulga em desesperO disse...

É, o depende sempre vai prevalecer. Boa semana. Bju

Astridy disse...

Oi.
Já fui caçadora durante um tempo.
Não houve depende...
Rolou liberdade e felicidade.
Desculpe, mas isto pode cair no google ( espero que não ).
Todo mundo devia experimentar ousar em algum momento da vida.
Deixar acontecer sem pensar em sentimentos. Até mesmo para saber dar mais valor para o sentimento quando ele voltar.
Para quem é de pirar, melhor nem pensar!
Para quem é de relaxar, melhor aproveitar!

Abraços!

Roberta disse...

Show de bola Mari
adorei a pauta...
disse tudo.
sexo seguro seja aventureiro ou nao sempre
bjos meninas

Jake disse...

hahahha como diz uma amiga minha: bem dessa.
O depende é a resposta que sempre daremos...a tudo.
kkk
bjos

Blog Widget by LinkWithin
 
Provei e Gostei © 2008. Design by Pocket